Cifras e Tablaturas
Luis Carlos Borges

Luis Carlos Borges

Florêncio Guerra E Seu Cavalo

Cifras Cancelar Versão de Impressão Print

Luis Carlos Borges - Florêncio Guerra E Seu Cavalo

Tom: A

  • 0:00 / 0:00
  			A                 E7             G#º       A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 
A                 E7            G#º         A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 
A                  E7           G#º          A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 

A                     E7                C#7      F#m 
Florêncio Guerra das guerras do tempo em que seu cavalo 
                     E7                           A 
Pisava estrelas nas serras pra chegar antes dos galos 

A                       E7               C#7      F#m 
Florêncio Guerra das guerras do tempo em que seu cavalo 
            A         E7                         A 
Pisava estrelas nas serras pra chegar antes dos galos 

                   E7          G#º       A 
Florêncio afiou a faca pensando no seu cavalo 
A                E7             G#º       A 
Florêncio afiou a faca pensando no seu cavalo 
A                E7             G#º       A 
Florêncio afiou a faca pensando no seu cavalo 

A                                      D      A A7 
Parceiros pelas lonjuras na calma das camperiadas 
    D                 E7      D              E7 
Um barco em tardes serenas um tigre numa porteira 
         D           E4   E7          Bm7    E7       A  E7 
Pechando boi pelas primaveras... sem mango...sem nazarenas 

 A                 E7             G#º      A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 
A                 E7             G#º     A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 
A                 E7             G#º      A 
Florêncio afiou a faca para sangrar seu cavalo 

 A7+ 
O patrão disse a Florêncio que desse um fim no matungo 
                        Em7      A7             D     
Quem já não serve pra nada não merece andar no mundo 
    Dm                             Am 
A frase afundou no peito e o velho não disse nada 
   F                                     E7  A 
E foi afiar uma faca como quem pega uma estrada 

A                 E7             G#º      A 
Acharam Florêncio morto por cima do seu cavalo 
A                 E7                           A 
Alguém que andava no campo viu um centauro sangrado 
                 E7            C#7       F#m 
Caídos no mesmo barro voltando pra mesma terra 
           A       E7                         A 
Que deve tanto ao cavalo e tanto a Florêncio Guerra 
                 E7            C#7       F#m 
Caídos no mesmo barro voltando pra mesma terra 
           A       E7                         A 
Que deve tanto ao cavalo e tanto a Florêncio Guerra 
    	

enviado porenviado por: hugo_rodrigues
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário