Cifras e Tablaturas
Walther Moraes

Walther Moraes

Ritual De Campo E Milonga

Cifras Cancelar Versão de Impressão

Walther Moraes - Ritual De Campo E Milonga

Tom: F

  			Introdução: Dm A7 D7 Gm Dm A7 Dm C7 F 

F                                                                        Bb                                                                       
A sombra grande da tarde desceu comprida mais lenta 
Bb            Am         Gm                                    C7 
Sobre o juncal dos açudes com suas águas barrentas 
Bb                                    Am 
Da pobre rês desgarrada a dor escapa no berro 
D7                        Gm      C7                        F      A7 
Sentindo fundo do quarto a marca quente do ferro 

Dm                                  F 
Homens arrastam esporas no entre e sai dos galpões 
  Bb                                            Am 
Cansados na desencilha pra um mate ao pé dos fogões 
D7                        Gm         G#                      Gm 
A palha boa pra o fumo pros lábios um gole de pura 
                                  Bb                                 D7 
E uma guitarra en las mãos onde a paixão e ternura 

      G      Am        Bm        D7                     G 
(Então o verso se arranca da guela vindo pra fora 
      C                      G     A7                             D7 
E a alma doce se liberta meu sonho na mesma hora 
   C                          F#º      A#º    G  
E andar cantando pros outros com queixos de noite longas 
                         A7        C                      G    F 
Amor estago querência ritual de campo e milonga) 
Int. 

F                                                               Bb 
O tosador la no povo que vem pra sapra nos pila 
Bb        Am          Gm                                          C7 
Envelheceu já faz tempo mas não se cansa da esquila 
 Bb                                        Am 
Um lago de prosa mansa no campo a fora em estância 
D7                           G        C7                               F         A7 
Interte o pouco da indiada montando os potros da estância 

Dm                                        F 
Mas quando chega o inverno com o frio vem o temor 
   Bb                                     Am 
E ate o coração mais bruto reclama a falta de amor 
D7                               Gm      G#                    Gm 
É quando as coisas da vida já não se ajeitam no tranco 
                             Bb                                 D7 
E uma saudade de china desquina vindo do pranto 
    	
fixar
fixar inscrever-se

enviado porenviado por: JonathanV
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário