Cifras e Tablaturas
Lobão

Lobão

A Vida É Doce (ver. 2)

Compositor : ((Guitarra))

Cifras Cancelar Versão de Impressão

Lobão - A Vida É Doce (ver. 2)

Tom: C

  			Intro: (C5 G5 G5)2x C5 
                                  G5          
Com a mesma falta de vergonha na cara eu procurava alento no 
               G5                            G5 
Seu último vestígio, no território, da sua presença 
             
Impregnando tudo tudo que  
        C5 
Eu não posso, nem quero, deixar que me abandone 
     G5           
Não posso, nem quero, deixar que me abandone  
     G5                                     G5  C5 
Não posso, nem quero, deixar que me abandone não 
                                  G5  
Com a mesma falta de vergonha na cara eu procurava alento no 
               G5                            5 
Seu último vestígio, no território, da sua presença 

Impregnando tudo tudo que  
        C5 
Eu não posso, nem quero, deixar que me abandone 
     G5                                
Não posso, nem quero, deixar que me abandone  
     G5                                     G5  C5 
Não posso, nem quero, deixar que me abandone não 
                           G5                      A5 
São novamente quatro horas,   eu ouço lixo no futuro 
                               E5  
No presente que tritura, as sirênes que se atrasam 
                               C5  
Pra salvar atropelados que morreram, que fugiam 
        G5                       A5   
Que nasciam, que perderam, que viveram tão depressa,  
        E5                 C5 
Tão depressa, tão depressa 
                           G5                      A5 
São novamente quatro horas,   eu ouço lixo no futuro 
                               E5  
No presente que tritura, as sirênes que se atrasam 
                               C5  
Pra salvar atropelados que morreram, que fugiam 
        G5                       A5                         G5   C5 
Que nasciam, que perderam, que viveram depressa, depressa demais 
                           G5   C5 
A vida é doce, depressa demais. 
                           G5   C5 
A vida é doce, depressa demais. 
                           G5   C5 
A vida é doce, depressa demais. 

E de repente o telefone toca e é você 
          G5                                  G5 
Do outro lado me ligando, devolvendo minha insônia 
                             G5 
Minhas bobagens, pra me lembrar que eu fui a coisa mais brega 
        C5                    G5                               G5 
Que pousou na tua sopa. Me perdoa  daquela expressão pré-fabricada 
                              G5    
De tédio, tão canastrona que nunca funcionou nem funciona  
      C5            
E de repente o telefone toca e é você 
          G5                                  G5 
Do outro lado me ligando, devolvendo minha insônia 
                             Gm            
Minhas bobagens, pra me lembrar que eu fui a coisa mais brega 
        C#m5                    G5                               G5 
Que pousou na tua sopa. Me perdoa  daquela expressão pré-fabricada 
                              G5                         
De tédio, tão canastrona que nunca funcionou nem funciona  
       C5 
me perdoa a vida é doce 
       G5 
me perdoa a vida é doce 
       A5                    E5  C5 
Me perdoa, me perdoa, me perdoa 
                          G5                      A5 
São novamente quatro horas, eu ouço lixo no futuro 
                               E5 
No presente que tritura, as sirênes que se atrasam 
                               C5 
Pra salvar atropelados que morreram, que fugiam 
        G5                       A5 
Que nasciam, que perderam, que viveram tão depressa,  
                      E5  C5 
Tão depressa, tão depressa 
                          G5                      A5 
São novamente quatro horas, eu ouço lixo no futuro  
                               E5                  
No presente que tritura, as sirênes que se atrasam 
                               C5         
Pra salvar atropelados que morreram, que fugiam 
        G5                       A5                         G5   C5 
Que nasciam, que perderam, que viveram depressa, depressa demais 
                           G5    C5 
A vida é doce, depressa demais 
                           G5 
A vida é doce, depressa demais... 

    	
fixar
fixar inscrever-se

enviado porenviado por: VELHO
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
afinação

Toque com outra afinação
Modifique a corda abaixo ou utilize um dos presets.

Dacorde
Aacorde
braço violão
Gacorde
Bacorde
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário