Cifras e Tablaturas
Zico e Zeca

Zico e Zeca

A Enxada E A Caneta

Cifras Cancelar Versão de Impressão Print

Zico e Zeca - A Enxada E A Caneta

Tom: G

  • 0:00 / 0:00
  			
ocultar tablaturaOcultar
Riff 1 D G D G E|--3--2--3--5--2-----------------------------------------------------------------| B|-----------------3--------------------------------------------------------------| G|--------------------5--2--------------------------------------------------------| D|--------------------------4--------------------2--------------------------------| A|-----------------------------5--3--2-----2--5-----5--3--2----2-3-4-5--2--3----3-| E|--------------------------------------3--------------------5---------------5----|
ocultar tablaturaOcultar
Riff 2 D G D G E|--3--2--3--5--2------------------------------------------------------------------| B|-----------------3---------------------------------------------------------------| G|--------------------5--2---------------------------------------------------------| D|--------------------------4--------------------2---------------------------------| A|-----------------------------5--3--2-----2--5-----5--3--2----2-3-4-5--2--3-------| E|--------------------------------------3--------------------5---------------5--3--|
"Certa vez uma caneta foi passear lá no sertão Encontrou com uma enxada, fazendo uma plantação. A enxada muito humilde, foi lhe fazer saudação, Mas a caneta soberba não quis pegar na sua mão. E ainda por desaforo lhe passou uma repreensão.) G D7 G Disse a caneta pra enxada não vem perto de mim, não G D7 G Você está suja de terra, de terra suja do chão A7 D D7 Sabe com quem está falando, veja sua posição C G D7 G E não esqueça a distância da nossa separação. Riff 2. D7 G Sou a caneta dourada que escreve nos tabelião G D7 G Eu escrevo pros Governos a lei da Constituição A7 D D7 Escrevi em papel de linho, pros ricaço e pros barão C G D7 G Só ando na mão dos mestres, dos homens de posição. Riff 2. D7 G A enxada respondeu: de fato eu vivo no chão, G D7 G Pra poder dar o que comer e vestir o seu patrão A7 D D7 Eu vim no mundo primeiro quase no tempo de Adão C G D7 G Se não fosse o meu sustento ninguém tinha instrução. Riff 2. D7 G Vai-te caneta orgulhosa, vergonha da geração G D7 G A sua alta nobreza não passa de pretensão A7 D D7 Você diz que escreve tudo, tem uma coisa que não C G D7 G É a palavra bonita que se chama.... educação!

enviado porenviado por: sabrjoao
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
afinação

Toque com outra afinação
Modifique a corda abaixo ou utilize um dos presets.

Dacorde
Aacorde
Eacorde
braço violão
Gacorde
Bacorde
Eacorde
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário