Cifras e Tablaturas
Jander e Jandel

Jander e Jandel

Eu Era Da Roça

Compositor : (Jander e Jandel)

Cifras Cancelar Versão de Impressão Print

Jander e Jandel - Eu Era Da Roça

Tom: D

  • 0:00 / 0:00
  			Intro: D  A7  D  A7 

		    D			   A7								                  D 
Eu era da roça mudei pra cidade 		Mas trouxe a saudade entranhada no peito  
					   A7							                  D 
Meu jeitão caipira o modo de falar 		Não dá pra negar a raiz não tem jeito  
					   A7							            D 
Às 8 da noite eu deitava era cedo 		Nunca tive medo do trabalho duro  
					   A7							                D    D7 
As 5 eu já estava no curral suado 		Com o leite tirado 100 litros do puro  
		      G			D			      A7			         D    D7	 
Meu pai essa hora todo empoeirado 		Milho descascado quase tudo pronto  
		      G			D				A7			        D         A7  D 
Mamãe coitadinha acordava na frente		Cafezinho quente já estava no ponto   

D					      A7					   			          D 
Toda tarde eu ia no rio bem pertinho 		Pegar uns peixinhos para comer com arroz  
					               A7							     D 
Na volta quem sabe um mutum de bobeira 	Com minha cartucheira não tinha depois  
					          A7						  	        D 
Domingo na venda todo mundo estava 	         Era lá que eu dava uma de cantador  
					    A7								      D     D7 
Bebia por conta não pagava nada 		Ninguém me deixava porque era o cantor  
			     G		              D			   A7			         D  D7	 
Se eu pudesse um dia voltar ao passado 	O cheiro do gado em volta do cocho  
		      G				D			         A7				D        A7  D 
Meus bois de carro o marreco e o navegante   O meu cão turbante e o meu cavalo roxo   

D					       A7								D 
Eu não tive estudo não tenho diploma 	É coisa que soma pra quem quer sossego  
					                A7							    D 
Meus calos nas mãos meu rosto envelhecido Não é nem motivo pra me dar emprego  
					    A7							         D 
Lá minha palavra era uma assinatura 		Na confiança pura, mas eu não reclamo  
					          A7							          D   D7 
Aqui eu não tenho aparência de artista 	No ponto de vista de quem é do ramo  
		        G		   	        D			      A7			  D  D7	 
Foi lá que aprendi ser o homem que sou 	As voltas que dou ainda não conheci  
		      G				D			         A7			    D      A7  D 
Um lugar um mundo melhor do que aquele 	Se Deus tem é dele não é nesse aqui  

D				     A7						         D 
Aquilo que era vida de verdade 		A felicidade era coisa constante  
					     A7								  D 
Eu nunca negava um favor a ninguém 	E a gente também ganhava a todo instante  
				           A7					               D 
Eu nunca perdia uma festa de reis 	Todo dia 6 de janeiro eu sabia  
				     A7					  	    D    D7 
Começava aos 25 de dezembro 	Ainda me lembro a toada da folia  
	  	         G		          D			              A7		              D  D7	 
Também nunca ficava sem namorada 		Sempre bem trajado eu andava na linha  
		G			    D			           A7				         D  
No final do ano o sorriso era aberto 	O lucro era certo essa é a vida que eu tinha 
    	

enviado porenviado por: CassioJesuania
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário