Cifras e Tablaturas
Lisandro Amaral

Lisandro Amaral

Don Blanco

Cifras Cancelar Versão de Impressão Print

Lisandro Amaral - Don Blanco

Tom: F

  			Intro: 
 

 

 

Dedilhado: 
 

Riff 1: 
 

(Declamado) 
"O grito de "venha boi" perdeu-se na poeira dos tempos..." 
"Os fletes já não pisam a baba dos tambeiros pelas estradas polvorentas de saudade;" 

Em 
Nem um sincero sequer faz contraponto aos rangidos de bastos e relinchos de tropilhas 
Em Riff1 C                                                              Em 
E muitos lombilhos gastos, hoje encilham cavaletes em quartos pobres de vilas, 
Em                                           B7                              Em 
potreiros do nunca mais, pra aonde o bendito progresso apartou os gaúchos de ontem. 

Em 
Garrão de potro sovado de nazarena, 
Riff1 C                         Em 
Um pala gasto que ajeitou de chiripá 
Riff1 C                          Em 
Garrucha antiga, companheira da prateada, 
Riff1 B7                          Em 
Alma encordoada rumo às "criollas de allá" 

B7          Em 
Don Blanco, Don Blanco 

Em 
Couro ponteado, frente de rastra argentina 
Riff1 C                            Em 
Pança de burro a recordar um Martín Fierro 
Riff1 C                         Em 
Que é realidade no banhado do Minuano 
Riff1 B7                        Em 
Rincão pampiano no compasso da cincerro 

B7          Em 
Don Blanco, Don Blanco 

Em            Riff1 C                     Em 
Teu idioma já fundiu resto de estrada          (..) 
Riff1 B7                        Em 
Pelas potreadas que te oferta o dia a dia, 
C                               Em 
"Criollo" antigo, desafiando "las tropillas" 
B7                              Em 
És Minga Blanco, de Aceguá à Jesús María 

B7          Em 
Don Blanco, Don Blanco 

Em 
Reencarnado aquele zaino que enforquilhas 
C 
Rompeu a soga de um poema de Aureliano, 
Em 
Sonou a venta, trouxe um chasque na crineira 
B7 
No hay fronteras para ser fiel hermano. 

Riff1 C                             Em 
Sonou a venta, trouxe um chasque na crineira 
Riff1 B7 
No hay fronteras para ser fiel hermano. 

B7          Em 
Don Blanco, Don Blanco 

Em 
Deixa que venha companheiro essa potrada 
Riff1 C                             Em 
Índio minuano mete um pealo e senta as garras 
Riff1 C                             Em 
Tu gineteia, eu fecho um verso campo a fora 
Riff1 B7                            Em 
Enquanto a espora dá o compasso pra guitarra. 

B7          Em 
Don Blanco, Don Blanco 
Riff1 C Em  B7 
Don Blanco, de Aceguá à Jesús María 
B7          Em            B7 
Don Blanco, Don Blanco... 

 
    	
fixar
fixar inscrever-se

enviado porenviado por: deivcavalcanti
cifra enviadaCorrigida por: sem correções
logo top cifrasComente
ico música do artistaMúsicas deste artista
ico curtiuCurtiu?
ico destaqueDestaque
Petaxxon Comunicação Online

Cifras.com.br - Melhor e mais completo site de cifras e tablaturas do Brasil Mais de 1 milhão de acordes de músicas cadastradas desde 2003
As informações contidas no nosso site são colaborações de seus usuários e podem conter erros, sendo assim, não nos responsabilizamos sobre nenhuma destas.

close
menos
mais
close
Cor dos acordes:

Cor da letra:

close
Alinhar acordes a direita Alinhar acordes a esquerda Alinhar acordes em baixo Alinhar acordes no topo
close
  Mostrar todos os acordes Esconder acordes muito fáceis Esconder acordes fáceis Esconder acordes intermediários
redimensionar
glossário